Arquivo para Dia Internacional da mulher

08 de março….Por mais respeito!

Posted in política with tags on março 8, 2013 by Roger Deff

Dia Internacional da mulher

Para além das comemorações, o Dia Internacional da Mulher nos traz um momento de reflexão. Exercício alias que deveria ser feito todos os dias. Comemoro as conquistas das mulheres nas últimas décadas porque, assim como outros espaços obtidos por grupos minoritários e oprimidos, tais conquistas são vitórias da humanidade.

São indícios de que podemos superar os preconceitos, a barbárie, e tantas questões que ainda nos limitam. A busca pela igualdade, pelo respeito, pelo direito à voz ou de simplesmente existir, cada um sendo exatamente o que é, é uma luta de todos nós, independente de gênero, etnia, credo, opção sexual, ou qualquer outra “categoria” criada para classificar grupos humanos.

Por outro lado, a igualdade plena ainda é um objetivo a ser alcançado. Todos os dias mulheres são vítimas das mais diversas formas de agressão, enfrentando tanto a imposição de padrões estéticos quanto a violência doméstica entre outros abusos.  Todos nós temos a nossa parcela de responsabilidade. Contribuímos para a manutenção disso quando fomentamos ideologias machistas e reducionistas, que se propagam e se perpetuam através de atitudes e comentários corriqueiros e “inocentes”.

Nos desrespeitamos quando não somos capazes de ver nossas irmãs, filhas, mães e companheiras como iguais, dignas de respeito. Não por ser uma concessão, longe disso, mas porque o respeito é direito a priori de qualquer indivíduo. Porque reconhecer a igualdade não é ignorar a diferença, é valorizá-la sob outro olhar, compreendendo que somos diversos, ao mesmo tempo em que somos um.

Contrariando o sempre o mítico e persistente título de “sexo frágil” elas dão verdadeiras demonstrações de força quando enfrentam de frente tantas questões.

Fica a homenagem às mulheres, pelos exemplos constantes de superação, pela coragem diante de um mundo que só mudou (embora esteja longe do ideal) porque elas se mobilizaram e conquistaram. Conquista diária,  um passo por vez, mas vamos juntos!

“Menos ignorância, mais conceito, menos intolerância, mais respeito…”

(Dokttor Bhu e Shabê na música Ainda Somos os Mesmos)

Texto: Roger Deff

Foto: Flora G

Anúncios

Reflexão sobre o dia 08 de março

Posted in Uncategorized with tags , , , on março 7, 2012 by Roger Deff

Comemorar o dia 08 de março vai muito além dos clichês publicitários que inundam a TV em datas como essa. É o momento de reafirmar o lugar de destaque que as mulheres vêm conquistando nas últimas décadas, lutando contra estereótipos e preconceitos de naturezas diversas, em uma sociedade que infelizmente ainda naturaliza a posição subalterna baseada na idéia de gênero.

É, acima de tudo, um momento de reflexão sobre o papel importante que elas desempenham na nossa história, em nosso dia a dia. Momento de sairmos do lugar comum e criticarmos, não só hoje, mas todos os dias, a imagem reducionista e erotizada, tão propalada e para a qual cada um e nós contribui de forma extensiva.

A reflexão deve ser diária, sobre a desigualdade e o desrespeito ainda existentes, para enxergarmos além do gênero, rompermos nossas limitações culturais e, por fim, visualizarmos o ser humano, com seus anseios, angústias, desejos , defeitos e qualidades.

Li uma frase certo dia, e não sei de quem é a autoria, que dizia o seguinte: “Nem puta nem santa, apenas mulher”. Frase simples, mas que desconstroi séculos de pensamento arcaico, conceitos que só não estão completamente obsoletos porque nós (homens e mulheres) colaboramos para a sua manutenção.

Quanto à idéia de sexo frágil, tenho minhas dúvidas. Muitas das mulheres que conheço são responsáveis sozinhas pelo sustento da família e, muitas vezes, pela educação dos filhos. Alguns dos meus maiores exemplos de força e superação vêm justamente das mulheres.

Nosso máximo respeito e admiração sempre às nossas companheiras, mães, irmãs, amigas e parceiras, enfim, mulheres! Presentes e atuantes na luta cotidiana, no hip-hop, no cinema, na música, na política…em nossas vidas.