Arquivo para Belo Horizonte

Punho cerrado e erguido (Porque algumas coisas merecem ser compartilhadas)

Posted in Uncategorized with tags , , , on fevereiro 19, 2013 by Roger Deff

385053_270167049687869_902085023_n

Hoje recebemos a feliz notícia de que o pedido de desapropriação da Comunidade Dandara (localizada no Céu Azul/ Belo Horizonte) foi negado pela Justiça (dessa vez escrita assim mesmo, com o “J” maiúsculo!). Isso significa que os moradores não serão retirados de suas casas. Mais que isso, significa uma vitória muito importante dos movimentos sociais no Brasil, desde sempre tão perseguidos e marginalizados.

Tivemos o nosso primeiro contato com a comunidade em 2011, quando fizemos um show lá, a convite dos amigos do Graveola e o Lixo Polifônico, que, num ato simbólico incrível, lançavam ali o seu segundo álbum. Foi quando conhecemos de perto a luta, e a forma de resistência. Pessoas “brigando” pelo direito de morar, de construírem suas vidas naquele local, mas, além disso tudo, com uma visão impressionante, totalmente cientes que a luta ia além daquele território e representava muito para outros que enfrentavam a mesma situação.

Ouvimos os relatos da Nil, uma das moradoras, e não houve quem não se impressionasse com a força de vontade daquelas pessoas, com o senso coletivo de solidariedade. Gente disposta a sair de suas casas para auxiliar na resistência de outras comunidades em situação semelhante. O tipo de coisa que a maioria de nós não acredita mais que exista, de tão habituados que estamos ao modo de vida individualista, tão propagado como o “único possível” nos dias de hoje.

A caminho do palco, meu amigo Sérgio Giffoni estava visivelmente, emocionado, assim como os demais, com os relatos que ouvimos. Subimos naquele palco com a certeza de que aquele lugar representava tudo aquilo que sempre “pregamos” nas letras. Que aquelas pessoas, definitivamente, eram a síntese de muito do que acreditamos. Nunca estivemos tão dispostos a fazer “o melhor show de nossas vidas” como naquele momento. Nunca o Julgamento fez tanto sentido pra gente quanto naquele contexto. Obrigado Nil, obrigado Lucas… Essa história foi contada outras vezes, mas nunca com esse gosto de vitória compartilhada. A resistência é deles, a luta é de todos.

Punho cerrado e erguido. Somos Todos Dandara (e todas as ocupações espalhadas Brasil afora)

PS: aguardamos o crédito da foto acima.

Anúncios

Os brodas Dokttor Bhu e Shabê apresentam “Conglomano”

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on janeiro 16, 2013 by Roger Deff

Dokttor Bhu e Shabê-0058

Nossos parceiros Dokttor Bhu e Shabê pré-lançam, nesta quarta-feira, o primeiro álbum da dupla, intitulado “Conglomano”, algo como conglomerado de manos, dando uma ideia da brodagem e a turma que somou no projeto. O show integra a programação do Verão Arte Contemporânea e será realizado no Teatro Marília, a partir das 20 hrs 30.

Além do trampo singular dos caras, o CD conta com participações de amigos de longa data, como Radical Tee, Monge Mascavo, Marcos Nascimento e Tom Nascimento. Eu também tive a honra de contribuir e agregar ao time. Pra nós do Julgamento a satisfação é ímpar, não só por se tratar de mais um importante trabalho de Hip-Hop lançado em BH, mas pela trajetória que acompanhamos de muito perto.

Dokttor participou do nosso primeiro CD “No Foco do CAOS”, lançado em 2008. Quando gravamos a faixa CAOS, a banda Divisão de Apoio, da qual ele fazia parte, havia  encerrado as atividades há pouco tempo. Trata-se de um dos trabalhos mais importantes da história do rap em Belo Horizonte, pioneiro por agregar instrumentos (baixo e guitarra) a um estilo cuja formação clássica é o DJ e o MC. Em BH os caras desbravaram um caminho que mais tarde foi incorporado por bandas como o Julgamento, Coletivo Dinamite e Zimun.

Fiquei feliz quando o Dokttor me disse que o convite pra participar do nosso trabalho deu novo fôlego para que ele pudesse dar sequência à carreira. De lá pra cá dividimos o palco várias vezes e o recentemente fizemos a música Babel em parceria com o Shabê (uma homenagem aos 115 anos de Belo Horizonte).

No mais, a ocasião merece comemoração. Nosso rap ocupando e ampliando espaços e o som tem identidade própria e gás pra dar o que falar. “O que cê quer broda?!”

*Foto: Marco Aurélio Prates

 

Responsa!

Posted in Uncategorized with tags , , , on abril 30, 2012 by Roger Deff

Algo que merece ser destacado é a iniciativa da Família de Rua na última sexta-feira, quando eles realizaram a “LavaAção do Viaduto Santa Teresa”.

Já dissemos antes, mas não custa repetir: O Duelo de MCs é um exemplo de resistência e  ocupação urbana. Resta saber até quando a gestão municipal continuará ignorando isso. A Família de Rua demonstrou que, além de ocupar e revitalizar o lugar, eles se preocupam em conservá-lo. Qual será a próxima desculpa para tentar retirá-los de lá agora? Estamos de olho!

Missão cumprida: Duelo de MCs e cultura de BH representados no Canadá

Posted in música, política with tags , , , , , , , , , , , , on março 3, 2012 by Gusmão

Após uma semana intensa de conhecimento e experiências fora do Brasil, nosso batera Gusmão está de volta com as energias recarregadas e orgulhoso de poder representar um pouco do que acontece de mais expressivo nas ruas de Belo Horizonte: o Duelo de MCs. Através de sua pesquisa de mestrado pela faculdade de Música da UFMG sobre a cultura de rua de Belo Horizonte e o tratamento dado a ela pelo poder público ele foi apresentar seu trabalho no Music and Social Justice Symposium, um simpósio sobre Música e Justiça Social ocorrido na Carleton´s University, em Ottawa, capital do Canadá.

Segundo o próprio a apresentação foi bastante elogiada e contou com fotos e textos do que a cultura de rua de BH tem sido para além do Duelo, tendo falado um pouco também sobre a Praia da Estação, o Sarau Vira-Lata e o Carnaval de Rua. Os comentários tecidos pelos canadenses foram sobre “o espírito vivo” que essa cidade parece ter. Bela observação!

Foram 20 minutos de apresentação mais 10 minutos para perguntas, o que deixou tudo bem corrido devido a vastidão deste tema. No meio desta correria, registros da apresentação acabaram sendo sacrificados, infelizmente.

Um dos pontos mais interessantes da viagem em termos de contato foi conhecer o movimento de spoken word de Ottawa. Spoken word é uma espécie de poesia performática que tem um forte diálogo com as rimas dos rappers. Uma figura famosa nesse sentido é o poeta-dub Linton Kwesi Johnson, uma grande influência musical pro nosso batera, inclusive. Saca aí:

O pessoal envolvido com essa arte em Ottawa organiza um evento chamado Slam Poetry que é um duelo de poesia que acontece numa pequena casa de show de lá chamada Mercury Lounge, bem similar ao Nelson Bordello que temos aqui.

Ian Keteku, poeta, jornalista de formação e que também escreve alguns raps, é um dos entusiastas desse movimento na cidade. Ele convidou nosso batera por um rolé e pela cena de lá e pôde presenciar essa riqueza poética urbana. Saca aí um pouco do trabalho do Ian:

No Slam Poetry não só rappers participam mas qualquer pessoa disposta a recitar sua poesia com dramaticidade. O jurado são alguns membros da platéia que julgam e dão notas aos participantes ao final de cada recital que dura 3:30. Inevitável, não lembrar do Duelo nessas horas com a diferença de que no Viaduto a voz do povo é a voz de Deus e os versos vêm desembolados no som dos instrumentais de rap.

Interessante notar esses diálogos entre eventos geograficamente distantes mas próximos na proposta.

Os contatos foram estabelecidos e agora é aproveitar para romper com essa distância geográfica da cultura global urbana.

“Construindo pontes, união é a fonte…” – Muito Além, Julgamento.

Começando 2012: Julgamento no VAC

Posted in Uncategorized with tags , , on janeiro 9, 2012 by Roger Deff

Dia 14 de janeiro, a partir das 21 hrs, no Teatro do Oi Futuro, Klaus Vianna,  vamos fazer o nosso primeiro show de 2012. Tivemos o prazer ímpar de integrar a sexta edição do Verão Arte Contemporânea, projeto realizado pelo Grupo Oficina Mulimédia que reúne as mais diversas manifestações artísticas, incluindo teatro, música, dança, arquitetura, etc.

Na compra do ingresso você ganha um vale CD que poderá ser trocado pelo nosso trabalho mais recente, o EP Muito Além. A troca poderá ser realizada na loja CD Clube (Av Amazonas  471 lj 4 – Centro Belo Horizonte – MG)

Nos vemos lá.

Comemorando 4 anos de Duelo de MCS

Posted in Uncategorized with tags , , on agosto 26, 2011 by Roger Deff

Volta e meia e a gente cita o Duelo de MCs aqui no blog. Não é por acaso. Trata-se de uma das mais importantes ações pró hip-hop do país e acontece justamente em nossa cidade, BH.

Hoje os caras estão comemorando quatro anos de existência, com muita luta e vitórias substancais.

Parabéns Família de Rua. O H2 brazuca agradece.

 

Independência ou Pop no Duelo de MCs

Posted in Uncategorized with tags , , , on agosto 19, 2011 by Roger Deff

Hoje no Duelo de MCs rola a veiculação do documentário produzido pelo Gusmão, batera do Julgamento.

O trabalho é um recorte do cenário musical de BH em 2009, com seus vários pontos de vista e opiniões. Vale a pena demais  conferir. O Duelo rola ali no Viaduto Santa Teresa (alguém não sabia?)